quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Viajantes do tempo - 5º capítulo

No capítulo anterior, as finanças dificultam a sobrevivência dos seis amigos...

Depois do jantar, K’lango vai para a varanda da pensão. K’margo a segue. O restante vai para o quarto, tirar as coisas das mochilas e descobrem que K’lango estava escondendo chocolates. Indignados, Jujuba, Mamuth e Cleu vão tirar satisfações. Toyn fica de longe, só observando o barraco que iria acontecer de qualquer jeito. “Por que você não nos contou que tinha chocolate na sua bolsa?” retruca Jujuba. “É! Poderíamos até ter morrido de fome!” Cleu diz, repetindo o que Jujuba diz. K’lango tenta explicar que, quando a situação ficasse preta, ela iria dar os chocolates. Mamuth está uma pilha e nem dá ouvidos ao que a garota diz. K’margo diz que as explicações já foram dadas e agora tudo que se tem a fazer é se acalmar. Mamuth, Cleu e Jujuba saem, irritados. Toyn finge que está ouvindo música no seu celular. O que ele quer na verdade é saber do que as meninas estão falando.
K’margo senta do lado da amiga, calada. Depois de um tempo, percebe que o momento é propício e sai. Toyn nem se aproxima. Vai embora. Quando K’margo entra no quarto onde os outros estavam, percebe que Jujuba e Cleu falam do incidente. Mas quando ela entra, as duas param de falar. K’margo se sente desconfortável e pergunta onde está Mamuth. Elas dizem que está na cozinha. K’margo sai e senta no sofá da sala e fica ouvindo música no celular dela.
O relógio grande e barulhento da sala marca dez horas e todos vão se deitar, num quarto só...