sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Cidadania

Cidadania. Oh palavrinha difícil de se cumprir. Uns juram que sabem o que ela representa. Outros, nem ligam. Não sou santa! Se respeito os outros? Acho que não tanto quanto gostaria de ser respeitada. Solidariedade? Acho que as coisas são como são: se eu tiver oportunidade, sinceramente, eu ajudaria mas o medo que sobrevoa nossas cidades nos impede de fazer o bem, nos impede de corrigir alguém com medo de represálias. Eu me preocupo com o bem-estar da minha família, amigos e etc, mas é por essa e outras razões que eu não ajudo qualquer mendigo na rua. Eles não querem ajuda, querem bebida, drogas para esquecer que estão com fome e que não têm aonde morar. Preconceituosa? Sim. Preconceito contra bêbados, sem-teto e favelados. A sociedade nos fez acreditar que esse tipo de pessoa nos fariam mal, como, algumas vezes, o fazem mas não é por isso que devemos exclui-los. Esses seres humanos não chegam a esse ponto de pará-quedas, tem sempre uma história, um motivo. Cabe a nós descobri-lo e agir.