sábado, 24 de dezembro de 2011

Um rumo para esta prosa

A decisão de um começo

Cansado de ser oprimido por esse sentimento, pensei em declarar-me.
Mas como o faria, se me falta coragem?
E mais: com que face ficaria se houvesse enganado a mim mesmo?
Jogaria tudo para o alto tendo apenas a esperança e a promessa de amor?
Sim, o faria se preciso fosse.

Sim! É o que farei.
O que mais me poderia acontecer além de acabar com uma amizade tão confortável?
Meu Deus, perco a sanidade aos poucos.
Sim, sim, sei o que fazer: uma carta.

Minha donzela... daria a este admirador...
NÃO!
O que pensaria de mim? Que só a admiro?
Minha donzela...
Também não!

“Querida de meu coração,

O que pensarias se te dissesse que me sinto diferente quanto à tua presença? Uma vez contei-te que o coração de uma grande garota havia dito que me amava. Pois bem, tu sabes quem é! Posso ter-me enganado, mas penso que és minha grande garota! Não posso mais continuar minha jornada sem antes acabar de vez com esta dúvida: conceder-me-ia o prazer de ser teu namorado?”

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

João Alexandre - Esperança

"Se a esperança que se tem fosse apenas nessa vida, não houvesse nada além, nenhum sonho pra sonhar, que esperança mais perdida, ai meu Deus.

Tanta gente a batalhar pelo pão de cada dia.
Para alguns é caviar, outros cavam pra encontrar pão dormido e água fria, ai pra quê?
Se o final é sempre igual.
Por favor, não leve a mal, que lhe seja leve a terra.
Eu prefiro acreditar: Cristo vive e vai voltar pra acabar com essa guerra.

E a esperança que ele dá ultrapassa morte ou vida, vai além de trabalhar, traz mil sonhos pra sonhar.
Que esperança mais querida ai meu Deus.

Não que eu queira me esquivar de olhar de frente a vida.
Bem melhor é batalhar pelo pão que vai durar, pão de Cristo, pão da vida, ai pra quê?

Pra estar certo no final.
Por favor não leve a mal.
O que é pó retorna a terra.
Quando a vida se acabar, nova vida vai brotar sem paixões, sem dor, sem guerra.

Se a esperança que se tem..."

Jamie Grace - What child is this (que criança é essa)

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Rebeldia

Insanidade Proposital

Ser louco.
Esconder-se de um mundo oco.
Distrair-se um pouco.
Fingir-se de louco.

Sim, eu disse fingir.
Há pessoas que tentam assim seguir.
De todo jeito é mentir,
A sanidade omitir.

Essa luz me encobre,
Faz-me nobre,
Depois, deixa-me pobre.
Esconder-me-ei antes que dobre.

A luz da inteligência
Obriga-me a negar a essência.
Falta-me paciência
Para ser o que querem que eu seja!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Tenso o.O

Trauma de morcegos

Nunca te olhei com bons olhos.
Pareces-me perigoso, e realmente és.
E mais depois do acontecido, sinto-me exposta.
Meus relatos são os mais fiéis:

Estava eu deitada em meu leito merecido,
(Tenho sério asco de isso citar)
Quando um ruído é percebido.
Logo me acordei para olhar.

Não via nada, estava escuro.
A noite parece sombria quando se está apavorada.
Só ouvia seu insano barulho,
Que ainda mais me assustava.

Quando de repente nota-se algo diferente.
“Como um pano”, penso em minha mente.
Com medo ascendi a luz na escuridão do quarto.
E, voando em minha direção, seu vulto alado.

Jogo-me ao chão como se por algo procurasse.
Um grito agudo escapa do meu ser.
Esconde-te em algum lugar fora de onde possa ver.
Logo, chegam meus pais a me socorrer, como se um pesadelo os esperassem.

Pegam-te e te libertam.
Todos voltam a seus aposentos.
E quem conseguirá dormir?
Ah! Que noite de tormento!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Sanctus Real - I want to get lost (eu quero ficar perdido)




"Bom, ninguém quer se perder em meio à multidão, enterrado sob o som do ambiente, debaixo da batida de milhões de corações.
Se encontrar pode ser a parte mais difícil.

Bom, eu achei meu caminho de problema.
Eu achei meu caminho de dor.
Mas eu estou tão cansado de tentar achar meu próprio caminho.

Então, eu quero me perder, eu quero me perder nos Teus braços.
Eu quero me perder, e perder meu caminho dentro do Seu coração.
Porque aqui tem tantas vozes me dizendo como se perder nessa vida.
Então, agora eu quero me perder em Você antes que eu me perca.

Eu nunca imaginei que no começo de milhares de caminhos eu acharia meu coração preso em um compromisso, preso na prisão das minhas próprias mentiras.

Foi fácil achar meu caminho.
Não tão fácil quanto sair dele.
Na estrada da minha própria ruína é muito fácil de achar.

(refrão)

E eu estou cansado de tentar achar meu próprio caminho.
E eu estou cansado de brincar de rato no labirinto.
Como eu estou memorizando a mesma velha frase, apenas repetindo meus passos pro velho lugar.

Oh, eu quero me perder essa noite.
Eu quero me perder.
Eu quero me perder nos Seus braços.
Eu quero me perder.
E perder meu caminho dentro do Seu coração.
Porque há tantas vozes me dizendo como se perder nessa vida.
Então, agora eu quero me perder em Você.
Me perder em Você antes que eu me perca, antes que eu me perca."

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Ilusão

Elas não ouvem quando você chora.
Elas não ligam para você.
Quem? As estrelas.
Pequenos pontos de luz que te iludem em tempos de tristeza.
E para quê servem as ilusões senão para impedir por um curto espaço de tempo que lágrimas voltem a cair?
Já dizia a música: "o coração do homem pode fazer planos, analisar as condições do mundo e os rumos dessa vida".
Ser ateu? A maior ilusão de todas: acreditar que desacreditar em Deus pode permiti-lo uma vida sem culpa.
Falsa liberdade.
Ilusão, de quem já não vê o que está bem à sua frente.
Quem você acha que as criou? Quem?
Retorno às estrelas, aliás, a tudo.
Quem você acha que deu início, dá meio e vai dar fim a tudo? Uma explosão?
Pare já de se iludir!