Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Point Of Grace - I wish (eu queria)

Imagem

Fireflight - It's You (és Tu)

Imagem
Queria ir pro Canta Recife em abril :(

Amai-vos

- É difícil amá-los? - Perguntou sem precedentes àquele que estava do lado.
- Quem?
- Todos.
- É... - O conhecido responde como se quisesse falar mais alguma coisa. Ficaram em silêncio pensando em coisas diferentes que convergiam.
- Eu queria que todos fossem iguais.
- Seria ainda pior porque existem coisas em si mesmo que nem você gosta. Gostaria ainda menos se essas coisas estivessem nos outros.
- Deve haver alguma coisa que precise mudar para que a convivência seja mais agradável.
- Cada um segue seu caminho, que tal? - Falou com a rispidez de alguém que já sofreu muito.
- Não, falo de amor. Deve haver um meio de nos amarmos sem que haja chateação nem constrangimento.
- Ignore-os, todos eles. E então será feliz e não terá que dar satisfação a ninguém. O amor é difícil e cansativo. Sua esposa não será a mulher ideal para sempre.
- Não falo de amor conjugal. Falo de amor ao próximo, amor fraternal.
- As pessoas não querem amor. Querem que cale a boca e que não as perturbe.
- Mas amor…

Petra - Beyond Belief (além da crença)

Imagem
Enxurrada de Petra ultimamente para me lembrar da infância quando cantava sem nem saber o que essas sílabas significavam.

"Há um lugar mais alto para se ir, além da crença, além da crença.
Onde nós alcançamos o próximo degrau, além da crença, além da crença.
E de fé em fé nós crescemos
Em direção ao centro da correnteza,
Onde Ele nos chama pra irmos, além da crença, além da crença"

Petra - Love (amor) o/

Imagem

Sem textos compridos sobre coisas simples

O legal é que eu prefiro pensar em como as pessoas me definem do que tentar me definir. Não que eu já não tenha tentado, mas é que desisto fácil de coisas que eu sei que não consigo.

It's something to live for ♪

O bom é que nos reunimos no mesmo grupo de orgulhosos coitados que, mesmo sabendo que morrem, vivem. Alguns, os mais sortudos, confiam porque sabem a onde vão. Uns ainda mais miseráveis procuram o prazer enquanto podem; iludem-se com uma alegriazinha boba, um sonho a conquistar, palavras de auto-ajuda que pouco ajudam... Mas palavras são só palavras diante do objetivo bobo que é tentar se manter determinado a continuar vivendo. Sim, razão para viver, mas não de uma forma tão ridiculamente compulsiva que a vida passe a se resumir em quantos sonhos efêmeros foram conquistados.