sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Asas nos olhos não são sobrancelhas

E por que fariam as coisas tão apressadamente? Somos só pessoas. Já pensou nisso? Somos SÓ pessoas. Por que a enorme expectativa? Não que a acomodação com a maldade e seus filhos rebeldes possa nos trazer a felicidade. É só uma pausa. Olhe o céu, ignorando uma resistência. Por que correria? Já não tenho vontade de seguir sem parar e olhar as coisas ao redor dos meus passos ligeiramente trêmulos. Por que tentaria? E nem responda, afinal já sabe que sou uma irritante argumentadora com freios leves.