sábado, 14 de dezembro de 2013

Bonecas de pano e seus apelos

Talvez eu esteja quebrada! Preciso de conserto. Não posso me distanciar da verdade nem por um minuto porque minha roupinha de boneca se amarrota e começa a se descoser. Um passo que me desvie embaraça meu cabelinho e o meu enchimento começa a querer se desarrumar. Preciso que me mantenham onde estou. Não gosto que me levem de um lugar para o outro. Não permito que me movimentem e me tirem de onde pertenço. Não permito, digo, minha estrutura não permite. Esse sorriso costurado logo se vai com a chegada das mudanças. Eu quero mantê-lo, mas não consigo sozinha. Ou não estou conseguindo ultimamente.