terça-feira, 1 de julho de 2014

Satisfação sonora

O som sai tão livre, tão ávido. E tão lindo. Canta e esconde o medo. As sombras correm ao te ouvir. Gosta de se ver cantar; aprecia como balbucia, faz mais lento. Sorri para o reflexo ambulante enquanto finge um clipe. E a voz é mesmo linda. Entra e equilibra; movimenta e equilibra de novo. Diverte-se com estilos dos mais diversos, embora seja apaixonada pelo alcance. E a treina. Sua maior fã. Segunda maior.